Dengue

1 - O que é a dengue?
A dengue é uma doença febril aguda causada por um vírus. Geralmente tem evolução benigna, com duração máxima de sete dias.

2 - Como é transmitida?
É transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti, que se desenvolve em áreas tropicais e subtropicais. Não é transmitida de pessoa para pessoa.Dez a quatorze dias após picar uma pessoa contaminada, fêmea do mosquito começa a transportar o vírus da dengue, o que o faz por toda a vida. Ela deposita os ovos em recipientes com água e as larvas que deles saem vivem na água por cerca de uma semana. Após este período, transformam-se em mosquitos adultos, capazes de picar as pessoas.Os mosquitos acasalam no primeiro ou no segundo dia após se tornarem adultos. O Aedes aegypti procria em velocidade prodigiosa e o mosquito adulto vive em média 45 dias.

3 - Porque não existe dengue em países frios?
Por que o Aedes gosta de locais quentes e úmidos para viver e procriar. A transmissão da doença raramente ocorre em temperaturas abaixo de 16° C.

4 - É verdade que o mosquito não ataca à noite?
O Aedes costuma picar no início da manhã e no final da tarde, quando está mais fresco e não há sol forte, mas, mesmo nas horas quentes, ele pode atacar à sombra, dentro ou fora de casa. Hoje em dia suspeita-se que alguns ataquem durante a noite. Não se percebe a picada, pois no ato da picada não há dor ou coceira.

5 - Quanto tempo após a picada aparecem os sintomas da dengue?
Após a picada do mosquito, os sintomas podem aparecer a partir do terceiro dia, mas o período média é de 5 a 6 dias.

6 - Quais são os sintomas?
O quadro clássico da dengue tem início súbito com febre alta, forte dor de cabeça, dor atrás dos olhos, falta de apetite e perda do paladar. Podem aparecer manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e braços. Surgem também sintomas digestivos como náuseas, vômitos, dor abdominal. A pessoa sente extremo cansaço, moleza e dor no corpo.

7 - Quais os exames que diagnosticam a dengue?

O hemograma e contagem de plaquetas são exames que ajudam no diagnóstico e no acompanhamento da dengue, mas não são específicos. Na maioria das vezes não há diminuição das plaquetas ou aumento do hematócrito, mas apenas um resultado compatível com infecção viral. O achado de hematócrito alto e plaquetas baixas serve como parâmetro de gravidade, mas ocorrem também em outras situações.Da mesma forma, a prova do laço não é específica para a dengue, podendo ser positiva em casos de outras doenças.A sorologia, por meio da demonstração de anticorpos da classe IgM, deve ser solicitada APÓS o sexto dia do início da sintomatologia. Este é um exame específico, da mesma forma que o isolamento viral, mas este deve ser feito nos primeiros 5 dias após o início dos sintomas e apenas se existirem manifestações hemorrágicas.

8 - Como saber se a dengue é hemorrágica? Quais os sinais de alerta?
A dengue hemorrágica começa como uma dengue comum. A diferença é que, quando a febre melhora, surgem os sinais de alerta e o quadro clínico se agrava rapidamente: dores abdominais fortes e contínuas, vômitos persistentes, palidez da pele, que se apresenta fria e úmida, sangramento de nariz, boca e gengivas, sonolência, agitação e confusão mental, sede intensa boca seca, pulso rápido e fraco, dificuldade respiratória, alteração de consciência.

9 - O que fazer quando desconfiamos de dengue?
É preciso procurar atendimento médico. Mas a reidratação oral é uma medida importante e deve ser realizada a partir dos primeiros sintomas e durante todo o período de duração da doença, mesmo e principalmente quando a febre parece ter passado. Deve-se ingerir grande quantidade de líquido, muito mais do que se está habituado a ingerir.

10 - Existe algum tratamento específico contra dengue? Algum antibiótico? Algum medicamento?
O tratamento da dengue é de suporte, ou seja, alívio dos sintomas, como da febre, dos vômitos, das dores, hidratação abundante e manutenção das condições circulatórias. O repouso é imprescindível, assim como beber muito líquido (inclusive soro caseiro) e só usar medicamentos prescritos pelo médico.Por precaução, deve-se evitar todo medicamento que possa interferir com os processos de coagulação (como ácido acetilsalicílico) e medicamentos que possam sobrecarregar o fígado (como o paracetamol), uma vez que a doença provoca alterações hepáticas.A dengue hemorrágica deve ser acompanhada em ambiente hospitalar.

11 - Como evitar a dengue?
A única maneira de evitar a dengue é evitar a picada do inseto.Para isso, além dos cuidados pessoais (repelentes, mosquiteiros telas em janelas e portas), devemos adotar todas as ações para evitar que o mosquito se instale e procrie.

12 - Qual o melhor repelente contra o mosquito da dengue? 
Os repelentes efetivos incluem produtos que contenham deet (dietiltoluamida) e icaridina (kbr 3023). No entanto, os repelentes com o deet só são indicados para pessoas acima de 12 anos e os repelentes com a icaridina podem ser usados em crianças acima de 2 anos.A concentração destes agentes é primordial no efeito repelente. Concentrações baixas não garantem o efeito por tempo adequado. Assim, alguns repelentes disponíveis no mercado, apesar de conterem o deet, sua concentração é tão baixa que não representam, efetivamente, proteção contra o mosquito. Em um teste realizado nos Estados Unidos contra o mosquito transmissor da malária, um repelente com 20% de deet, protegeu por 5 minutos, um repelente com 50% de concentração protegeu por 5 horas ou por 2 horas se a temperatura for superior à 30ºc. Com concentrações de deet entre 30% e 50%, os repelentes são eficazes durante várias horas. Os repelentes com icaridina, estão disponíveis em concentrações de 7% e 15%.Além disso, segundo a literatura médica, produtos que contenham perfume e fragrâncias na sua fórmula atraem insetos e, por isso, devem-se evitar repelentes com fragrâncias.

13 - Repelentes naturais, como citronela, funcinam?
Repelentes feitos com citronela e outros extratos vegetais não são considerados eficazes. Estudos existentes apontam a citronela como um repelente sem eficácia em função da sua alta volatilidade. Isso quer dizer que, mesmo com concentração alta, a citronela evapora totalmente em 10 minutos. Assim, os extratos vegetais devem ser evitados, pois não se pode garantir a concentração do seu princípio ativo e o tempo de permanência na pele.

14 - E tomar doses altas de Vitamina B12?
Também não há comprovação da eficácia desta medida.

15 - Como proteger as crianças com menos de 2 anos?
O pediatra poderá orientar qual a melhor atitude a ser tomada, analisando quais os riscos e benefícios do uso de repelentes.De modo geral, estas crianças devem ser mantidas em ambientes livres de mosquitos. O uso de telas em portas e janelas, a aplicação periódica de inseticida nos cômodos da casa (sem a presença da criança no momento da aplicação, é claro) e mosquiteiros sobre a cama, berço e carrinho são muito importantes. Caso a criança precise ser exposta, é aconselhável vesti-la com blusas com mangas, calças compridas, meias.

16 - Qual a forma correta de usar o repelente?
É preciso ser generoso e usá-lo sem preocupação com economia.A distribuição deve ser homogênea, pois a ação de um repelente limita-se a 4 cm.

Proteger as mucosas, pois todos os repelentes são irritantes das mucosas. Evite passá-los nos olhos, boca e narinas.Deve-se aplicar o repelente a cada 5 horas ou a cada 2 se a temperatura for superior a 30ºc.Em caso de necessidade do uso concomitante de protetor solar, passá-lo primeiro e depois o repelente. Evitar protetores com perfume.

 

A Vaccini - Clínica de vacinação está presente nos estados Rio de Janeiro, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Pará, Paraná, Maranhão, Minas Gerais e São Paulo. Oferece planos de vacinação para empresas e escolas, convênios, atendimento em domicílio, na maternidade e serviços 24 horas e ainda um centro de medicina do viajante - CBMEVI para dar total apoio a quem vai viajar para dentro ou fora do Brasil e para os agentes de viagens.