Febre Amarela

1 - O que é Febre Amarela?
É uma doença infecciosa febril aguda causada por um vírus e transmitida por mosquito (Haemagogus, Sabethes e Aedes aegypti). Pode se dividida em dois tipos: silvestre e urbana.

2 - Qual a diferença entre febre amarela silvestre e a febre amarela urbana?
Ambas são semelhantes e a principal diferença é em relação ao vetor (transmissor): na forma urbana o mosquito transmissor é o Aedes aegypti e na forma silvestre os mosquitos transmissores são silvestres (Haemagogus, Sabethes). A febre amarela silvestre é uma doença típica de macacos que vivem nas florestas tropicais e equatoriais. O aparecimento de casos humanos da doença é precedido de epizootias (morte de macacos) e só ocorre quando humanos invadem o habitat dos macacos. A febre amarela urbana não ocorre no Brasil desde 1942, entretanto com a ampla disseminação do mosquito Aedes aegypti no país há risco de reurbanização do vírus da febre amarela.

3 - Como se pode controlar os mosquitos que transmitem a doença silvestre?
A febre amarela que temos hoje no Brasil é a de transmissão silvestre, transmitidas pelos vetores silvestres, mas prevenir esses mosquitos é impossível porque fazem parte da natureza. A reprodução desses mosquitos está mais ligada ao ambiente silvestre.

4 - Como se pega?
Por meio da picada do mosquito infectado com sangue de animais doentes, sendo o macaco a principal fonte de infecção da doença. Não existe transmissão de pessoa a pessoa. A doença é sempre transmitida pelo mosquito contaminado.

5 - Quais são os sinais e sintomas da doença no ser humano?
Inicialmente surge febre, icterícia (pele e olhos amarelados), dor de cabeça, calafrios, dor lombar, dor muscular com mal estar, náuseas, vômitos e diarréia. Evolui para problemas de fígado e rins (insuficiência hepática e renal) acarretando a diminuição ou ausência de urina, sangramentos, confusão mental, podendo causar a morte.

6 - Após quanto tempo é possível observar os sintomas da febre amarela?
As pessoas costumam apresentar os primeiros sintomas de três a seis dias depois da picada. Devem procurar atendimento médico e, de preferência, levar o cartão de vacinação e não esquecer de informar sobre história de viagens e exposição a matas, florestas etc.

7 - Em quanto tempo sai o resultado de um exame para a identificação do vírus no sangue?
Esse exame leva no mínimo 15 dias por ser muito complexa a técnica usada para o isolamento do vírus. Mas a sorologia é um método mais rápido, ficando pronto em 48 horas.

8 - Qual é o tratamento para a da febre amarela?
O tratamento é sintomático, com cuidadosa assistência médica ao paciente que, sob hospitalização deve permanecer em repouso com reposição de líquidos e perdas de sangue, quando indicado. Nas formas graves os pacientes devem ser atendidos em Unidades de Terapia Intensiva.

9 - Qual é a chance de uma pessoa contaminada morrer?
A doença tem várias formas de apresentação clínica, de assintomática até doença grave. A forma grave é quase 100% letal. Nos últimos dez anos, a taxa de mortalidade foi de 46%.

10 - Quais as áreas de risco no Brasil?
A febre amarela circula nas áreas de mata das regiões Norte e Centro-Oeste, Maranhão e Minas Gerais. Essas são áreas consideradas de risco. Além delas, há as regiões de transição (Oeste dos estados do Piauí, São Paulo, Paraná e Santa Catarina) e a de potencial risco (Sul dos estados da Bahia e do Espírito Santo).

11 - Há o risco de a doença se espalhar para grandes centros urbanos ou para áreas que não são de risco?
Existe uma grande "barreira sanitária" montada pelo Ministério da Saúde, estados e municípios contra a urbanização da febre amarela. A vigilância dos casos da doença, a vacinação e as campanhas de controle de vetores fazem parte deste esforço. Em regiões de risco, a vacinação atinge mais de 90% da população. Além disso, há monitoramento das mortes de macacos.

12 - Qual é a importância da morte de macacos em relação a doença?
A morte de macacos (epizootias) representa um alerta para o aparecimento de casos de febre amarela em humanos. Por isso, é fundamental seu monitoramento.

13 - Como se caracteriza uma epidemia de febre amarela?
Uma epidemia quer dizer que a doença não se restringe a uma área, já sabida como de risco. Considera-se epidemia quando a doença atinge uma grande parte de municípios, de um estado, ou outras áreas (até de outros estados), que não são de risco.

14 - Como posso me prevenir contra a doença?
A vacinação é a maneira mais eficiente de se proteger. A rede pública de Saúde oferece vacina totalmente eficaz contra a doença, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz. Além da vacinação, é importante o controle dos mosquitos transmissores, o que só pode ser feito em relação à forma urbana, colocando em prática todas as orientações já muito divulgadas para eliminar o Aedes aegypti . A vacina protege a pessoa por dez anos; se a pessoa permanecer em área de risco ou voltar a viajar, deve vacinar novamente a cada 10 anos.

15 - Onde posso ser vacinado?
Apenas em postos de vacinação da rede pública. A vacina produzida pela FIOCRUZ não é fornecida para clínicas particulares. No Rio de Janeiro, a lista dos Centros de Saúde que fazem a vacinação está disponível no endereço: www.cives.ufrj.br. Acessando o site www.anvisa.gov.br da ANVISA encontra-se a relação de todos os locais do Brasil que fornecem o certificado internacional de vacinação, mediante a apresentação de um documento de identificação e do comprovante de vacinação.

16 - Quem deve tomar a vacina?
A vacina já faz parte do calendário de vacinação básica dos estados considerados de risco, onde TODOS devem ser vacinados, a partir de 9 meses de idade. Para o restante do país, a vacina está disponível e é recomendada para quem vai viajar para áreas de risco e não tenha se vacinado nos últimos dez anos.

17 - A partir de quantos meses um bebê pode se vacinar?
O bebê pode ser vacinado a partir dos seis meses de idade, se residir em uma área em que há morte de macacos com suspeita de febre amarela e na área em que há casos de febre amarela silvestre. Mas fora dessas situações, o calendário de vacinações indica a partir de nove meses de idade. O mesmo é recomendado para gestantes.

18 - Quem está tentando engravidar pode tomar a vacina?
Não sendo indicada a vacina para gestantes, quem está tentando engravidar já pode estar grávida e, assim, não pode tomar a vacina nesse período. É recomendado aguardar um mês após a vacinação para começar a tentar engravidar

19 - Existem contra-indicações da vacina?
A vacina contra febre amarela é contra-indicada para crianças com menos de 6 meses de idade, pessoas com baixa imunidade (causada por doenças ou tratamentos), gestantes e quem tem alergia a ovo de galinha e derivados.

20 - Há algum tipo de doença (hipertensão, diabetes, ou outra doença crônica) que impede a vacinação?
Nessas condições citadas não existem contra-indicações para a vacinação, apenas as situações citadas anteriormente.

21 - O que devem fazer as pessoas que não podem se vacinar?
Elas devem procurar orientação médica. Em caso de não ter como evitar a permanência em áreas silvestres, a pessoa deve reforçar o uso de repelentes.

22 - Que tipo de reação a vacina pode provocar?
Dor no local de aplicação, febre, dor de cabeça (cefaléia), dores musculares (mialgia), nos primeiros dias após a vacinação durando de 1 a 3 dias na maior parte dos casos. Casos graves são raramente relatados. Na ocorrência de eventos adversos, procurar o serviço de saúde para que seja feita a notificação, investigação do fato. Mas esses efeitos são raros.

23 - A vacina contra febre amarela pode ser administrada no mesmo dia, com outras vacinas do esquema de vacinação?
Sim. Desde que feitas em regiões anatômicas diferentes

24 - Existe algum cuidado específico que a pessoa precisa tomar ao se vacinar?
Não há problema de associação de álcool e vacina, não foram constatados problemas em relação ao uso de medicamentos depois da imunização, mesmo considerando remédios controlados, não há qualquer recomendação em relação à alimentação antes ou depois da vacinação, não deve haver nenhuma preocupação com movimentação brusca do braço após a vacinação.

25 - Após a vacinação, existe algum cuidado específico precisa ser tomado para não se contaminar?
Não. A vacina assegura 100% de imunização, após o décimo dia de aplicação, e essa proteção dura dez anos.

26 - Uma pessoa não sabe se tomou a vacina ou há quanto tempo, precisa vacinar novamente?
Na dúvida, a recomendação é para se vacinar.

27 - Se a pessoa estiver retornando de um local de risco e não foi vacinada, deve ficar atenta a quais sintomas?
Se ela não está vacinada é preciso verificar se aparece febre, dor de cabeça, dor no corpo, dor abdominal. Nessa situação, procurar um serviço de saúde.

28 - Pessoas que farão viagens internacionais e não tomaram vacina antecipadamente podem ser impedidas de viajar?
Sim, se o país para o qual ele se dirige exige a vacinação. A publicação é feita periodicamente no site da OMS e também da Anvisa.

A Vaccini - Clínica de vacinação está presente nos estados Rio de Janeiro, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Pará, Paraná, Maranhão, Minas Gerais e São Paulo. Oferece planos de vacinação para empresas e escolas, convênios, atendimento em domicílio, na maternidade e serviços 24 horas e ainda um centro de medicina do viajante - CBMEVI para dar total apoio a quem vai viajar para dentro ou fora do Brasil e para os agentes de viagens.