Os jovens e os adolescentes são particularmente mais expostos a determinados fatores devido a hábitos e comportamentos próprios da idade. Estão mais sujeitos a atividade sexual precoce e mais parceiros, maior risco de acidentes de trânsito, viagens freqüentes e, por isso, mais vulneráveis à aquisição e disseminação de doenças. O período ainda complica mais quando não há uma cultura de vacinação voltada para pessoas dessa idade.

É preciso atualizar a vacinação do adolescente. Muitas vacinas hoje disponíveis não existiam há alguns anos atrás e, portanto, o adolescente, quando criança não foi vacinado. Entre essas vacinas, destacamos a vacina contra hepatite B (inclusive disponível na rede pública para os menores de 19 anos).

Além disso, alguns reforços são necessários nessa época da vida.

O adolescente também está em risco para as doenças infecciosas. A Sociedade Brasileira de Imunizações e a Sociedade Brasileira de Pediatria recomendam a vacinação do adolescente.